windbyinternet portugues ingles frances espanhol alemao O Portal da Construção | O Portal Saúde | O Portal de Turismo | O Portal de Negócios | Luxos Online | Shopping Online | Shopping Lisboa | EasyPro

packs lojas Notícias

96% dos compradores online tencionam continuar a fazer compras através destas plataformas

2018-06-23
Um em cada quatro portugueses vai gastar mais em compras online.
A tendência é a de que os consumidores continuem a fazer mais compras através dos canais digitais.

O Estudo Observador Cetelem sobre o comércio online revela que 27% dos consumidores planeiam aumentar os gastos em compras online nos próximos 12 meses. Este aumento será ainda mais significativo se os preços se mantiverem baixos e caso os consumidores tenham mais segurança nas transações.

Em contrapartida, indica o mesmo estudo, não mais de 6%, revela ter em mente diminuir os valores a despender no comércio eletrónico, enquanto 68% deverá gastar o mesmo montante.

De acordo com um comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso, o Observador Cetelem eCommerce 2018 revela que 96% dos compradores online tencionam continuar a fazer compras através destas plataformas, "o que significa que quem experimenta comprar online, gosta e mantém o hábito", pode ler-se.

Para concretizarem mais compras online, os consumidores indicam ser determinante preços baixos, sendo mesmo o principal fator para 83% dos inquiridos. A este motivo associa-se, igualmente, a melhoria da segurança das transações – 35% das pessoas que responderam ao estudo apontaram esta premissa. A facilidade no processo de compra e pagamento (32%), a confiança nos sites e nas empresas de eCommerce (22%), e uma melhor informação sobre os produtos, aspeto mencionado por 20% dos portugueses, são outras razões que podem levar mais pessoas a comprar online.

Outros fatores apresentados pelos inquiridos como potenciadores deste tipo de compra são a diversidade das formas de pagamento, referido por 13%, a possibilidade de aceder a opiniões de outros consumidores sobre os produtos e serviços desejados (10%) e, por fim, a oportunidade de comprar algo que não encontram com facilidade fora das plataformas online, segundo 6% dos portugueses.

O estudo Observador Cetelem eCommerce 2018 teve por base uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os géneros e com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos. Estes foram entrevistados telefonicamente, com informação recolhida por intermédio de um questionário estruturado de perguntas fechadas. O trabalho de campo foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen e conta um erro máximo de +4,0 para um intervalo de confiança de 95%

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com/economia/1033638/um-em-cada-quatro-portugueses-vai-gastar-mais-em-compras-online

COVID-19 - Pacote de medidas de 18 de março 2020
No seguimento da aprovação das medidas aprovadas pelo Governo da Republica Portuguesa, passamos a expor a comunicação da AIP-Associação Industrial Portuguesa / CCI -Câmara...

Apenas um terço das lojas online cumpre normas europeias de defesa do consumidor
A Comissão Europeia e as autoridades de proteção do consumidor alertam comerciantes para se ajustarem à lei da UE. Bruxelas publicou os resultados de uma sondagem feita a...

O que falta ao comércio eletrónico em Portugal?
Os anos 2000 foram marcados pela difusão da internet e, posteriormente, pelo desenvolvimento de negócios na área do e-commerce e venda de produtos físicos online. Portugal,...

AKI com os melhores números de sempre nas vendas através da internet
Julho foi o mês mais forte de sempre do AKI nas encomendas online, com os números a subirem 168% face ao mesmo período do ano passado e as visitas a crescerem 50%. Em valor...

O Comércio tradicional está a transformar-se
O comércio tradicional está a transformar-se com o aparecimento do comércio online, que obrigam as lojas físicas a esforçar-se para atrair os clientes e modernizar-se. Em...

Confiança e comodidade levam os portugueses a aderir ao e-commerce
Confiança e comodidade são os fatores que os portugueses consideram fundamentais para aderir ao e-commerce. De acordo com um estudo publicado pela Levelsource, e que inquiriu...

COMPRAS ONLINE MAIS FÁCEIS, JÁ NÃO EXISTEM FRONTEIRAS NA UNIÃO EUROPEIA
O PARLAMENTO EUROPEU ANUNCIOU O FIM DO BLOQUEIO GEOGRÁFICO, QUE PERMITIRÁ UM COMÉRCIO MAIS LIVRE E ABERTO EM TODA A UNIÃO EUROPEIA. LIVROS, MÚSICA E JOGOS DE FORA. Muitos...

E-commerce. Cada vez mais compras online e com tendência para subir
Com cada vez mais pessoas a utilizarem a Internet e a fazerem compras online, o comércio eletrónico está num momento de viragem potenciado pela combinação entre o social e o...

Brasil e Portugal assinam acordo para ampliar e-commerce entre países
Parceria deve diminuir tempo médio para entrega de encomendas registradas de 40 dias úteis para 12 dias após liberação pela Alfândega. Brasil e Portugal assinaram nesta...

Metade das compras 'online' nacionais são feitas em retalhistas que operam em Portugal
Metade das compras na Internet feitas em Portugal é realizada em retalhistas que operam no mercado português e um quinto em entidades que operam na Europa, de acordo com um...

close Estamos a usar cookies para lhe dar a melhor experiência em nosso site. Ao continuar a utilizar o nosso website concorda com a nossa utilização de cookies.
Para mais informações leia a nossa Politica de Privacidade

top