windbyinternet portugues ingles frances espanhol alemao O Portal da Construção | O Portal Saúde | O Portal de Turismo | O Portal de Negócios | Luxos Online | Shopping Online | Shopping Lisboa | EasyPro

packs lojas Notícias

Pagamentos mobile começam a “roubar” adeptos de cartões de crédito e débito

2017-10-08
De acordo com o relatório “Economia da Informação 2017”, divulgado pela ONU na última segunda-feira (02), métodos de pagamento digitais alternativos — tais como carteiras digitais ao estilo PayPal ou mecanismos mobile aos moldes do Samsung Pay — estão começando a tomar espaço dos bons e velhos cartões de crédito e débito no mercado online global.
Segundo o relatório, em 2014, mais de 50% de todas as transações feitas na internet eram processadas através de cartões de crédito ou débito. Em 2019, entretanto, essa participação deve cair para 46% por conta dos meios de pagamentos digitais alternativos. Ainda assim, a mudança de hábitos do consumidor deve ser percebida inicialmente apenas em mercados desenvolvidos.
Em muitas economias em desenvolvimento, o cartão de crédito ainda não é predominante nas compras pela internet. Em países como o Egito, 90% de todas as transações do e-commerce são feitas com dinheiro! O entregador é quem recebe o pagamento e deve levar de volta para a transportadora. Isso gera problemas segurança no transporte do dinheiro, mas, com o crescimento na importância dos pagamentos mobile, é possível que a transição ocorra do dinheiro direto para o celular, sem que o cartão de crédito se torne importante em algum momento.
O e-commerce brasileiro, naturalmente, é um caso específico. Pagamentos em dinheiro são essencialmente inexistentes, mas o boleto bancário é um mecanismo muito popular por aqui. Na China, por outro lado, o método mais usado nas compras pela internet é o AliPay, do grupo Alibaba. 68% dos consumidores utilizam esse recurso para pagar por seus pedidos online. Já no Quênia, pagamentos mobile ou em dinheiro digital já são mais populares do que cartões de crédito, mas as transações em dinheiro ainda representam a grande maioria do comércio virtual do país.
Esse mesmo relatório da ONU ainda aponta para uma transição interessante. Em vez de enviar dinheiro para outros países por meio de transferências bancárias caras e demoradas, a tendência atual é usar carteiras digitais como a PayPal e métodos similares, que são mais rápidos e oferecem um custo muito inferior.

Fonte: https://www.tecmundo.com.br/internet/122691-pagamentos-mobile-comecam-roubar-adeptos-cartoes-credito-debito.htm

Brasil e Portugal assinam acordo para ampliar e-commerce entre países
Parceria deve diminuir tempo médio para entrega de encomendas registradas de 40 dias úteis para 12 dias após liberação pela Alfândega. Brasil e Portugal assinaram nesta...

Metade das compras 'online' nacionais são feitas em retalhistas que operam em Portugal
Metade das compras na Internet feitas em Portugal é realizada em retalhistas que operam no mercado português e um quinto em entidades que operam na Europa, de acordo com um...

36% da população portuguesa já faz compras online
73% da população portuguesa utiliza a internet e 36% já realiza compras em canais online. A conclusão é o ‘Estudo Anual da Economia e da Sociedade Digital em Portugal”,...

Millennials em Portugal têm novos hábitos de compras online
A geração dos chamados millennials representará 47% da população ativa na Europa em 2025. Até lá, vai marcando tendências com as suas escolhas e comportamentos,...

Os portugueses estão mais disponíveis para fazer compras online
Um mundo de vantagens nas compras online. Evitar filas, poupar, escolher apenas o que quer comprar, a qualquer hora, receber as compras no conforto do lar ou na morada que...

Portugal Digital. Apenas 39% das empresas estão online
Apenas 27% das empresas nacionais efetuam negócios online, com 54% das grandes empresas já dedicadas ao e-commerce. Apenas 39% das empresas portuguesas têm presença online,...

CTT promove oferta para e-commerce com nova campanha
Os CTT colocaram no ar uma nova campanha publicitária que pretende promover a sua oferta para e-commerce. Sob o conceito ‘Homem Encomenda’ , a nova campanha pretende...

Toysrus pede insolvência - Resultando do facto de não ter apostado em vendas online
A Toys "R" Us, a gigante do retalho, que durante anos tem feito as delícias dos mais pequenos, entregou um pedido de insolvência, na sequência de uma dívida esmagadora de um...

Portugal está determinado a tributar compras online
Portugal junta-se a um grupo de Estados-membros da União Europeia que quer tributar já a economia digital. O país "estará muito ativo nestes trabalhos", garante o Governo,...

Há cada vez mais portugueses a pensar comprar material escolar online
Há (muitos) mais portugueses a ponderar recorrer ao comércio online para comprar material escolar. O estudo Observador Cetelem Regresso às Aulas 2017 revelou que o número de...

Partilhe esta página  

close Estamos a usar cookies para lhe dar a melhor experiência em nosso site. Ao continuar a utilizar o nosso website concorda com a nossa utilização de cookies.
Para mais informações leia a nossa Politica de Privacidade

top